Atendimento
11 2503-6000

Outsourcing pode ser alternativa para manter empresa modernizada

A terceirização vem sendo praticada com contratos de prestação de serviços bem estruturados, que garantem a qualidade do atendimento

 

Vista como estratégica por grande parte das empresas, a área de TI deve ser responsável por movimentar 3,8 Trilhões de dólares em todo o mundo ainda em 2014. A estimativa da consultoria global Gartner ainda apontou um crescimento de 6,8% no setor de softwares empresariais. Segundo Miguel Ruiz, presidente da MR Consultoria, empresa com 15 anos de experiência em outsourcing de TI e apoio na seleção de sistemas, esses dados mostram como a área ganhou uma importância vital para as companhias.

“Os números apontam como a produtividade das empresas está cada vez mais relacionada com as estratégias e investimentos em TI. Esse movimento de capital demonstra que investir em tecnologia tornou-se uma necessidade para diversos setores por todo o mundo”, explica.

Enfrentando desafios

Em um cenário como esse, muitas empresas acabam perdendo sua competitividade por problemas recorrentes em gerir grandes áreas de TI. Questões como o “apagão de talentos” e o alto nível de rotatividade do setor, assim como os altos custos para manter uma equipe extensa de TI, afetam diretamente a produtividade.

“Aquele conceito de que ao terceirizar sua área de TI a empresa se fragiliza já não se sustenta. O outsourcing tem ajudado muitas empresas a resolverem problemas corriqueiros como carência de profissionais, dificuldades de inovar e até renovação de parques tecnológicos obsoletos e ultrapassados, que impedem o crescimento e estouram orçamentos”, comenta.

Mantendo-se competitivo

Por conta desses fatores, segundo Miguel, é cada vez mais interessante e viável para a empresa terceirizar essa área fundamental. Essa opção, explica o especialista, pode ainda trazer outros benefícios para a competitividade.

“Empresas de terceirização bem estruturadas têm profissionais que atuam em vários segmentos, do financeiro ao automotivo, do têxtil ao de serviços. Ao contar com talentos com esta formação, as empresas ampliam seus horizontes e podem melhorar suas estratégias de negócios, incorporando conhecimentos gerados em outros segmentos. Esse conhecimento ampliado pode ser vital em situações de troca de sistemas ou até mesmo implementações de softwares complexos como ERP ou CRM.”, comenta.

Nova mentalidade

Ruiz lembra ainda que a questão do outsourcing de TI já é realidade em grande parte das empresas. Antes considerada um tabu ou até como ameaça à segurança, a terceirização vem sendo praticada com contratos de prestação de serviços bem estruturados, que garantem a qualidade do atendimento e que resguardam os interesses da companhia.

“Para algumas organizações, a terceirização vai além do pessoal, alcançando mesmo a infraestrutura, que passa a ser fornecida por empresas especializadas. A prática tem demonstrado que essa escolha elimina problemas com gestão de pessoal e permite que a empresa possa crescer rápido, pois a área de TI deixa de ser um gargalo”, finaliza.